27 de Fevereiro de 2020
Assinado acordo de cooperação da Unifesp com a SPDM para o Hospital São Paulo
Documento prevê o fortalecimento do modelo de governança e das atividades acadêmicas no âmbito do HSP/HU
A Unifesp assinou, na terça-feira (11/2), convênio com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). A assinatura do documento visa ao fortalecimento do modelo de gestão do Hospital São Paulo (HSP/HU/Unifesp), hospital universitário da Unifesp, das atividades acadêmico-assistenciais, bem como a interação do HSP/HU com o Hospital Universitário 2 (HU-2), que está em fase de mudança dos ambulatórios, já em funcionamento nas áreas de oftalmologia, ginecologia e obstetrícia.

O ato contou com a reitora da universidade, Soraya Soubhi Smaili, seu vice-reitor, Nelson Sass, o pró-reitor de Gestão com Pessoas, Murched Omar Taha, o diretor da Escola Paulista de Medicina (EPM), Manoel Girão, a diretora da Escola Paulista de Enfermagem (EPE), Janine Schirmer, o vice-diretor da EPE, Alexandre Pazetto Balsanelli, da diretora do Campus São Paulo, Rosana Fiorini Puccini, a superintendente de Administração da Reitoria e diretora de Implantação do HU2, Ieda Longo Maugeri, e a assessora de Gestão e Normas do Gabinete, Larissa Beltramim. Pela SPDM teve a presença do presidente, Ronaldo Laranjeira, do vice-presidente, Gaspar de Jesus Lopes Filho, do superintendente do HSP/HU, José Roberto Ferraro, e do superintendente dos Hospitais Afiliados da SPDM, Nacime Mansur.

A renovação do acordo de cooperação entre a Unifesp e a SPDM para o quinquênio 2020-2025 foi aprovada, em dezembro de 2019, durante sessão do Conselho Universitário da Universidade Federal de São Paulo (Consu/Unifesp), e em janeiro de 2020 em sessão do Conselho de Administração da SPDM.

Para a reitora da Unifesp, o acordo, cuja duração prevista é de cinco anos, tem diversos pontos de melhoria em relação aos convênios anteriores, opinião compartilhada com Ferraro. “Há elementos novos neste termo que podem funcionar muito bem”, complementou o superintendente do Hospital São Paulo“, comemorou. Sass ressaltou que chegar a esse ponto de convergência foi fundamental para que a missão, perante as próximas gerações, seja reconhecida.

De acordo com o presidente da SPDM, Ronaldo Laranjeira, os acordos entre as instituições envolvidas são históricos e naturais. “Hoje, porém, é preciso haver maior estrutura jurídica. Nossa atuação abrange 25% da assistência na área da saúde, na cidade de São Paulo. Quanto mais juntos estivermos na busca pela excelência em atendimento, melhor. O acordo sinaliza para uma coesão de todas as pessoas envolvidas na assistência à saúde no estado de São Paulo. Em parceria com o Hospital São Paulo e a Unifesp, atendemos a milhares de famílias no estado de São Paulo atendidas e 15 milhões de consultas por ano pela SPDM. Trata-se de uma estrutura muito complexa, que demanda um arcabouço jurídico que proporcione segurança para o andamento das atividades”, reflete.

"Estamos deixando um legado para os próximos cinco anos e às gerações futuras. O acordo é o resultado do avanço nas relações entre Unifesp e SPDM, visando o desenvolvimento do Hospital São Paulo, Hospital Universitário, fortalecendo a integração entre a Escola Paulista de Medicina e a Escola Paulista de Enfermagem, junto com o Campus São Paulo. Com isso, pretendemos contribuir mais para a formação, ensino, pesquisa e para a assistência em saúde de qualidade à população”, afirmou Soraya.

Para mais informações, acesse ao aqui o documento: https://www.unifesp.br/images/DCI/ACORDO_DE_COOPERA%C3%87%C3%83O_UNIFESP_SPDM
12/02/2020 17:54
Copyright ©2006-2013 - Departamento de Comunicação Institucional - Universidade Federal de São Paulo
Rua Sena Madureira, 1500 - 4º andar CEP 04021-001 - Tel.: (11) 3385-4116