19 de Setembro de 2019
Unifesp lidera ranking de eficácia nos gastos públicos
Ministério da Economia avaliou 184 órgãos federais por meio do Raio-x da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional

A Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) foi classificada como a primeira colocada no quesito custeio per capita, apresentando o menor valor dentre os 184 órgãos avaliados pelo Raio-X da Administração Direta, Autárquica e Fundacional, elaborado pelo Ministério da Economia (ME). Quanto menor o valor desse índice, melhor é a taxa de eficiência na utilização dos recursos públicos recebidos.

“Isso é o resultado de um planejamento, da responsabilidade e do compromisso com o recurso público, com a instituição pública e com a educação em todo o território nacional”, celebrou Soraya Smaili, reitora da Unifesp, que também parabenizou e agradeceu todas as pessoas que participaram do processo. Já a pró-reitora de Administração da Unifesp, Tania Mara Francisco, explicou que desde 2015 a instituição vem aprimorando sua gestão e o uso dos recursos, melhorando seus processos internos e capacitando as equipes para o planejamento das contratações com eficiência, realizando procedimentos licitatórios bem-sucedidos e a gestão adequada de serviços e contratos. “Essas ações contribuíram para o alcance desse importante resultado que muito nos orgulha”, completa.

Sob supervisão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital (SEDGG/ME), o Raio-X da Administração Pública Federal Direta, Autárquica e Fundacional é um painel que consolida os principais indicadores de gestão da Administração relativos ao ano de 2018, contendo informações sobre custeio administrativo, patrimônio da União, pessoal, cargos e funções, serviços compartilhados e transformação digital. A iniciativa tem como objetivos promover e fomentar processos de racionalização, eficiência administrativa, benchmarks entre instituições, fortalecendo os sistemas informatizados e a exatidão de seus dados. A plataforma é alimentada por informações provenientes dos Sistemas Estruturantes (SIAPE, SIGEPE, SIORG, SIAFI e SICONV).

Baixo índice de absenteísmo

Outro índice analisado, no qual a Unifesp também se destacou, foi o de absenteísmo que, em 2018, foi de 3,3%, inferior à média do universo de órgãos e entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional, que foi de 5,6%. O absenteísmo são as ocorrências de afastamento da força de trabalho (servidores ativos ocupantes de cargos efetivos, cargos em comissão sem vínculo, empregados públicos e profissionais contratados temporariamente) do ambiente de trabalho, tais como faltas não justificadas, afastamentos para tratamento de saúde, licença maternidade, falecimento de familiares, entre outros.

15/08/2019 08:06
Copyright ©2006-2013 - Departamento de Comunicação Institucional - Universidade Federal de São Paulo
Rua Sena Madureira, 1500 - 4º andar CEP 04021-001 - Tel.: (11) 3385-4116