Você separa o lixo em sua casa?(reciclável/não reciclável)
 


 

P R I N C Í P I O      D O S      3 R ' s

A gestão sustentável dos resíduos sólidos pressupõe uma abordagem que tenha como referência o princípio dos 3R´s, apresentado na Agenda 21: redução (do uso de matérias-primas e energia e do desperdício nas fontes geradoras), reutilização direta dos produtos, e reciclagem de materiais.

A hierarquia dos 3R´s segue o princípio de que causa menor impacto evitar a geração do lixo do que reciclar os materiais após seu descarte.

A reciclagem de materiais polui menos o ambiente e envolve menor uso de recursos naturais, mas raramente questiona o atual padrão de produção, não levando à diminuição do desperdício nem da produção desenfreada de lixo.

Redução

Reutilização

Reciclagem

 

Redução

A redução é a primeira etapa do princípio dos 3R´s (Reduzir, Reutilizar e Reciclar), e consiste em ações que visem à diminuição da geração de resíduos, seja por meio da minimização na fonte ou por meio da redução do desperdício.


É a etapa principal, pois sua contribuição promove a minimização de gastos com o gerenciamento e tratamento, e é válido para aplicação a qualquer grupo de resíduos.


Algumas ações para a redução na geração:

Substituição de copos descartáveis por canecas laváveis;

Racionalizar o consumo de papel;

Evitar empacotamentos desnecessários, levando ao supermercado ou feira a própria bolsa de compras;

Recusar folhetos de propaganda que não forem de seu interesse;

Planejar bem as compras para não haver desperdício;

Comprar sempre produtos duráveis e resistentes;

Utilizar pilhas recarregáveis ou alcalinas, que poluem menos;

Preferir comprar produtos que tenha embalagens retornáveis ou refil;

Assinar jornais e revistas em conjunto com outras pessoas;

Reutilização

A reutilização é a segunda etapa que pode ser implantada através de ações que possibilitem sua utilização para várias finalidades, otimizar o máximo seu uso antes de descarte final, ou, ainda seu reenvio ao processo produtivo, visando a sua recolocação para o mesmo fim ou recolocação no mercado.


Podemos adotar algumas ações como:

Reutilizar embalagens, potes de vidro e envelopes de plástico ou de papel;

Usar o outro lado das folhas de papel jáutilizadas para rascunhos e blocos de anotação;

Reutilizar envelopes, colocando etiquetas adesivas sobre o endereço do remetente e do destinatário;

Aproveitar embalagens descartáveis para artesanato;

Restaurar móveis antigos ao invés de comprar um novo;

Doar roupas, móveis, aparelhos domésticos, brinquedos etc;

Vender no ferro-velho os aparelhos quebrados, ou desmontá-los, reaproveitando-se as peças;

Guardar, mesmo que não tenham uso imediato, caixas de papelão ou de plástico, pois são sempre necessárias;

Usar o outro lado das folhas de papel já utilizadas para rascunhos e blocos de anotação;

Reciclagem

Reciclagem é um conjunto de técnicas que tem por finalidade aproveitar os resíduos, e reutilizá-los no ciclo de produção de que saíram. Materiais que se tornariam lixo, ou estão no lixo, são separados, coletados e processados para serem usados como matéria-prima na manufatura de novos produtos. Reciclar é usar um material para fazer outro.


O termo "reciclagem" surgiu na década de 1970, quando as preocupações ambientais passaram a ser tratadas com maior rigor, especialmente após o primeiro choque do petróleo, quando reciclar ganhou importância estratégica. As indústrias recicladoras são também chamadas secundárias, por processarem matéria-prima de recuperação. Na maior parte dos processos, o produto reciclado é completamente diferente do produto inicial.

 

    Símbolo internacional da reciclagem.

     

    Benefícios da reciclagem

    Econômicos:

A reciclagem de papel economiza matéria-prima (celulose).

A reciclagem de 1 kg de vidro quebrado (cacos) gera 1 kg de vidro novo, economizando 1,3 kg de matérias-primas (minérios).

A cada 10% de utilização de cacos, há uma economia de 2,9% de energia.

A reciclagem de alumínio economiza 95% da energia que seria usada para produzir alumínio primário.

A reciclagem de lixo orgânico, por meio da compostagem, resulta em adubo de excelente qualidade para a agricultura.

Uma única latinha de alumínio reciclada economiza energia suficiente para manter um aparelho de TV ligado durante três horas.


    Ambientais:

50 kg de papel reciclado evitam o corte de uma árvore de 7 anos.

Cada tonelada de papel reciclado pode substituir o plantio de até 350 m2 de monocultura de eucalipto.

Uma tonelada de papel reciclado economiza 20 mil litros de água e 1.200 litros de óleo combustível.

A reciclagem de vidro diminui a emissão de gases poluidores pelas fábricas.

A reciclagem do plástico impede um enorme prejuízo ao meio ambiente, pois o material é muito resistente a radiaïções, calor, ar e água.

A cada quilo de alumínio reciclado, 5 kg de bauxita (minério com que se produz o alumínio) são poupados.

A reciclagem de vidro aumenta a vida útil dos aterros sanitários e poupa a extraído de minérios como areia, barrilha, calcário, feldspato etc.

A reciclagem do plástico impede um enorme prejuízo ao meio ambiente, pois o material é muito resistente a radiações, calor, ar e água.

 

    Sociais:

A reciclagem contribui para a diminuição do volume de lixo: o Brasil produz atualmente 240 mil toneladas de lixo por dia.

Recoloca no ciclo de produção um material que pode contaminar o solo, a água e o ar.

A reciclagem de papel gera milhares de empregos: dos catadores de papel aos empregados em empresas de intermediação e recicladoras.

A reciclagem de plástico no Brasil gera cerca de 20 mil empregos diretos em 300 indústrias de reciclagem.

 

 
Eco-UNIFESP, Powered by Joomla!